• Medicina Nuclear CDM Bauru
    (14) 3366-5500
  • Medicina Nuclear PET-CT Bauru
    (14) 3366-5520
  • Medicina Nuclear CDM Franca
    (16) 3708-1600
  • Medicina Nuclear CDM Marília
    (14) 3402-1200
  • Clique aqui para consultar um horário de atendimento e telefones.

    Medicina Nuclear

    O que é?

    A Medicina Nuclear é uma especialidade Médica que utiliza pequenas quantidades de radiofármacos para a realização de exames por imagens (cintilografias), tratamentos e cirurgias radioguiadas. As imagens das cintilografias são captadas por uma câmara de cintilação, equipamento que registra o funcionamento do órgão analisado. Esse método permite diagnósticos precoces e com alta precisão.

    Para que serve?

    Além de diagnósticos em diversas especialidades, a medicina nuclear também é utilizada em procedimentos terapêuticos. Os tratamentos são realizados para patologias da tireóide como o hipertireoidismo e para alguns tipos de tumores como os de tireoide, mama, próstata e neuroendócrinos.
    Nas cirurgias radioguiadas utiliza-se um equipamento chamado “gama-probe” que permite a localização intra-operatória de lesões previamente marcadas através de cintilografias ósseas, de paratireóides, linfocintilografias, etc. 

    É seguro?

    As cintilografias são exames indolores, não invasivos e extremamente seguros. A radiação que o paciente recebe para o exame é muito pequena e os radiofármacos, ao contrário dos contrastes, não causam reações adversas. Pacientes idosos, recém nascidos e pacientes com problemas renais também podem realizar cintilografias sem riscos.

    Curiosidades sobre a medicina nuclear

    A medicina nuclear é uma das formas mais eficazes e modernas para tratamentos terapêuticos e também auxilia em vários casos cirúrgicos. Outra vantagem desta tecnologia é a quantidade mínima de radiação envolvida no processo. A medicina tem evoluído a passos largos, e esta é uma forma muito eficaz de tratamento de várias doenças. O importante é verificar passo a passo todos os procedimentos e obedecer as ordens médicas.

    Algumas vantagens da medicina nuclear

    Não tenha dúvidas que a medicina nuclear está em franco crescimento e muitos equipamentos novos estão surgindo com uma grande rapidez, bem como novas descobertas e inovações estão surgindo a cada dia.

    O tratamento não é invasivo, sendo assim, é muito seguro para o paciente. Vários procedimentos nos órgãos podem ser feitos através desta modalidade, então é um grande avanço na medicina.Vamos ver agora algumas curiosidades a respeito deste tipo de tecnologia na área médica. Vale a pena realmente conhecer mais a fundo os detalhes e usufruir dos benefícios.

    Primeira curiosidade – quantidade de radiação

    A quantidade de radiação envolvida no processo é muito pequena e é facilmente eliminada pelo organismo, portanto, não tenha medo para realizar o exame.

    Segunda curiosidade – quem decide a respeito do tratamento?

    O médico é quem decide a respeito deste tipo de tratamento, portanto, siga corretamente a orientação dada pelos profissionais experientes do ramo. Não se deixe influenciar por pessoas leigas.

    Terceira curiosidade – o uso dos radiofármacos

    Os radiofármacos são usados em outros tratamentos, então, procure orientação médica adequada e siga todos os procedimentos sugeridos.

    Quarta curiosidade – o diferencial da medicina nuclear

    O grande diferencial da medicina nuclear é que ela permite a visualização dos órgãos durante o funcionamento dos mesmos. O médico poderá ter um diagnóstico preciso do seu coração, rins, cérebro, fígado, pulmões, e até mesmo avaliar possíveis problemas ósseos ou tumores.

    Quinta curiosidade – quando usar a medicina nuclear

    A melhor forma é sempre consultar um especialista na área de medicina e esse o encaminhará ao tratamento com a medicina nuclear.

    Sexta curiosidade – os acidentes nucleares são perigosos ao organismo?

    Sim e muito, pois, há uma grande liberação de radiação. Fique tranquilo no tocante a medicina nuclear, pois, a quantidade utilizada é extremamente pequena.

    Sétima curiosidade – quem trata com radiofármacos pode ficar radioativo?

    Não! Os radiofármacos não foram feitos para ser utilizados com uma frequência muito alta. Normalmente a dosagem é feita de forma única ou até mesmo em poucas doses.

    Como podemos notar, a medicina nuclear está aí em todos os melhores hospitais do país ao seu dispor. Seja qual for o seu problema, o importante é investigar com critério e cuidado a fim de ter os  melhores resultados no menor prazo possível. Procure o seu médico e faça os exames necessários.